Polícia para quem precisa

28 09 2009

Eu não suporto violência. Odeio viver com medo. E pra “ajudar” eu moro em um dos bairros mais perigosos do RJ. Pertinho de onde na quinta (24/09) balearam uma manicure e na sexta (25/09) um assaltante fez uma mulher refém com uma granada.
Mas bato palma de pé para a equipe que conduziu a operação do assaltante com a granada. O assaltante foi morto com um tiro na cabeça.
Tinha que ser sempre assim. Ameaçou inocente? Pow! Aposto que diminuiria consideravelmente a quantidade de bandidos. Eles começariam a pensar 2x.

Então, eu, cheia de confiança na polícia, saí um pouco mais tranquila no sábado.
Aí, meia-noite de sábado pra domingo, eu saio do Shopping Nova América pra ir pro meu lar-doce-lar, acompanhando uns amigos que iam pra Niterói, resolvemos ir pela Av. Brasil. Logo que pegamos a Linha Amarela, entramos num engarrafamento fenomenal. Que bons minutos depois descobrimos ser uma blitz. Uma blitz estranha. Logo depois da saída para Bonsucesso (quem queria fugir da blitz, era só sair antes!). E os policiais não estavam parando ninguém. Só causando engarrafamento. Ah, mentira, tinham 2 motoqueiros da Parmê sendo abordados pelos policiais.

Fiquei meio revoltada, sabe? Minha confiança conquistada pelo evento de sexta, foi-se com essa blitz. Uma blitz que não servia pra nada e ainda nos colocando a mercê de bandidos que poderiam assaltar quem estava parado no engarrafamento.

Mas ainda desejo confiar na polícia. Melhor do que não confiar.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: